ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Divulgação.
Concórdia aumenta faturamento com exportações em 2017
Dados são da Secretaria de Comércio Exterior, do Minc.
Publicado 21/01/2018
 

Por Jocimar Soares

Cresceu o faturamento com exportações de Concórdia no ano de  2017. A informação consta no levantamento da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio Exterior.


Enquanto que em 2016 as vendas externas de empresas concordienses foi de US$ 7.437.847, em 2017 a exportação de produtos da Capital do Trabalho levantaram R$ 12.623.941.


Nos dois períodos, a balança comercial pesou desfavorável, ou seja, as empresas de Concórdia importaram mais do que exportaram. Em 2016, foram importados US$ 13.295.746, o que perfaz um saldo negativo de US$ 5.857.902. No ano passado, o saldo foi negativo em US$ 4.865.146, com a compra de US$ 17.489.087.


Os principais destinos da produção concordiense são pela ordem: Chile, Argentina, Uruguai, Itália, Vietnã, Paraguai, Panamá, Emirádos Árabes Unidos e Estados Unidos.


Já as empresas concordienses compraram produtos e insumos de países como China, Índia, Canadá, Argentina, Itália, Indonésia, Alemanha, Tailândia, México, Espanha, Estados Unidos, Hong Kong, Suíça, Eslováquia, Holanda, Egito, Taiwan e Vietnã.


Dentre os produtos vendidos por Concórdia estão carnes e derivados de aves e suínos. Já, os itens que mais foram importados estão pneus, máquinas para indústria madeireira e produtos hidráulicos.

COMENTE