ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Foto: Edila Souza/Ascom/Prefeitura de Concórdia
Defesa Civil buscará estruturação em 2018
Membros da Defesa Civil de Concórdia apresentaram ao prefeito Rogério Pacheco, relatório de atividades de 2017.
Publicado 13/01/2018
 

Por Jocimar Soares

A Comissão Municipal de Defesa Civil de Concórdia teve algumas conquistas em 2017. Um dos destaques foi a adequação do órgão à legislação vigente – por meio da Lei 4.980 de agosto de 2017, que cria o Sistema, o Conselho, a Coordenadoria e o Fundo. Um intenso trabalho dos membros e também do presidente, Gilberto Chaves, foi necessário para colocar em dia documentos e tornar a Defesa Civil acessível à população. Todos os resultados, bem como as atividades ainda pendentes e as dificuldades a serem superadas, foram apresentadas ao prefeito Rogério Pacheco, no fim da manhã desta sexta-feira, 12, e entregues por meio de relatório. Entre as prioridades para este ano, está a melhor estruturação do órgão. 


Gilberto Chaves afirma que a Defesa Civil buscará a disponibilização de um profissional para desenvolver atividades administrativa de forma permanente. Também precisa de um veículo, devidamente equipado, que possa estar à disposição de forma exclusiva. Pretende fazer a aquisição de uniformes e um drone, para ser utilizado no mapeamento e registros fotográficos em áreas de difícil acesso, além de monitorar eventos durante situação de crise. A proposta é também neste ano, desenvolver o Plano de Contingência, aquisição e instalação de um sistema de controle da velocidade dos ventos e uma sirene de alerta de desastres. Outra prioridade de 2018 é a nomeação do Conselho Municipal de Proteção e Defesa Civil.


Entres os trabalhos de 2017, estão a criação de endereço de e-mail próprio (defesacivil@concordia.sc.gov.br), criação de protocolo de atuação para controle do nível da barragem de contenção de chuvas, criação e padronização de documentos e ativação do telefone de emergência “199” – em funcionamento ininterrupto, junto a Central de Emergências do Corpo de Bombeiros Voluntários. Foi elaborado o Plano de Trabalho, que resultou em convênio com a Defesa Civil Estadual e repasse de recursos para custear a manutenção dos trabalhos. 


Foram expedidos 60 laudos de vistoria em árvores, que ofereciam risco, 50 laudos em residências, em terrenos e encostas de risco, 20 termos de interdição de residências, com retirada de moradores, atendimento às vítimas do deslizamento nas ruas Victor Sopelsa e Horácio Sandi, isolamento da área e acompanhamento técnico para emissão de laudos e pareceres no processo judicial. Também foi desenvolvido projeto para aquisição de geradores e elaboração de cadastro de Plano de Trabalho no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres, solicitando recursos para ações de reconstrução.

 

(Fonte: Edila Souza/Ascom/Prefeitura de Concórdia)

COMENTE