ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Foto: Arquivo
Oito empresas têm interesse por terrenos na Área Industrial
Propostas técnicas poderão ser analisadas na próxima semana
Publicado 11/01/2018
 

Por Analu Slongo

A Prefeitura de Concórdia abriu concorrência pública para a oferta de quatro terrenos na Área Industrial. Oito empresas demonstraram interesse em se instalar no local e estão na disputa a Hiper Tijolos Artefatos de Cimento, Izaplast Indústria de Comércio de Plásticos, Lowest Indústria Química, Masterdata Tecnologia, Soluforte Soluções Industriais, Sul Brasil Semirreboques, Recuperadora Cavalieri e Transportes Irmãos Pavan.

 

A fase de habilitação de documentos foi realizada ainda em dezembro e a Sul Brasil foi desabilitada. A empresa entrou com recursos e agora a Comissão Permanente de Licitação tem que definir se irá aceitar ou não as justificativas apresentadas. A previsão é que a análise das propostas técnicas ocorra na próxima semana.

 

A concessão dos terrenos terá validade de 10 anos, podendo ser prorrogada por mais 10. Também existe a possibilidade de aquisição do imóvel.

 

A seleção para o uso dos quatro lotes vai se basear na melhor proposta técnica. Os critérios avaliados são geração de emprego, projeto de preservação ambiental, faturamento, aplicação ou transferência de tecnologias inovadoras, utilização de matéria-prima local, capacidade de exportação e investimentos. As propostas técnicas serão avaliadas pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (CMDE).

 

COMENTE

2 COMENT�RIOS
  • luiz
    Pobre Concórdia.............Marau-RS, cidade menor tem cinco distritos industriais. Concórdia vai um passo para a frente e dez para trás. Alguém não concorda?????????????????
  • alceu matiollo de Curitiba
    Luiz, de forma alguma, alias veja a matéria do dia 09/01 sobre as obras da Atilio fontana, onde comento o atraso e falta de arrojo dos nossos dirigentes que a anos vem retardando a infra estrutura, sempre fazendo vista grossa, permitindo edificações fora dos padrões e que mais a frente paga-se o preço agora estamos pagando, veja-se uma cidade estrangulada, limitando nosso desenvolvimento. Pra piorar temos uma cultura de pensar pequeno, sendo assim....