ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Divulgação.
ACCS lamenta mais uma redução no preço do quilo pago ao produtor
Foi o segundo reajuste para baixo nesse ano de 2017. Motivos não teriam sido explicados.
Publicado 15/05/2017
 

Por Jocimar Soares

Além da Coopercentral Aurora, a BRF também reajustou para baixo o valor do quilo vivo do suíno, passando de R$ 3,20 para R$ 3,10. A diminuição foi confirmada nesta segunda-feira, dia 15. Já a JBS e a Pamplona, até a tarde desta segunda, mantinham os mesmos valores, em R$ 3,20 e R$ 3,30, respectivamente.

A primeira queda na remuneração, ocorreu em abril desse ano. Com essa segunda baixa, o clima é de lamentação entre os produtores. A afirmação é do presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos, ACCS, Losivânio de Lorenzi. Conforme o presidente da ACCS, essa queda ocorreu "no momento em que o produtor pensava em ter uma recuperação. As empresas incentivam os produtores a aumentar o plantel e vem isso!", afirma. 

Para Losivânio, até o momento, não houve uma explicação sobre o motivo de masi essa redução. "Agora era o momento de ter lucro, em função da baixa na produção. Não há uma margem de lucro", finaliza.

COMENTE