ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Agricultores participaram em grande número, da audiência / Fotos: Márcio Fernando Kolling - Câmara de Vereadores Arabutã
Situação dos Jericos em Arabutã ainda é indefinida
Polícia pode proibir a circulação destes veículos no perímetro urbano
Publicado 11/05/2017
 

Por Cristiano Mortari

Uma audiência pública foi realizada na noite desta quarta-feira, dia 10, em Arabutã, onde o comando da Polícia Militar de Concórdia abordou a questão da circulação de Jericos no perímetro urbano. O veículo é utilizado por muitas famílias do município, tanto para serviços rurais, como meio de transporte, mas isso poderá ser proibido em breve.

 

o Tenente Coronel Vargas, comandante do 20º Batalhão de Polícia Militar de Fronteira (20ºBPM/Fron) explicou que o código de trânsito não permite que estes veículos transitem pelas vias, pois não atendem os pré-requisitos de segurança exigidos por Lei. Até então a PM faz orientações e usa do bom senso, mas pretende coibir o tráfego nas ruas da cidade para evitar acidentes.

 

Já os agricultores argumentaram na audiência, que a máquina é uma ferramenta de trabalho e que muitas famílias têm apenas o Jerico como meio de transporte também.

 

O presidente do Legislativo de Arabutã, Gerson Artifon, diz que a objetivo da audiência era esclarecer todas as dúvidas dos agricultores e tentar um possível ajuste, ou acordo com a PM. “Ouvimos o tenente Coronel Vargas e a equipe e também abrimos espaço para que os agricultores pudessem expor opiniões e tirar dúvidas. Entendemos que teremos que acatar o que a PM decidir, mas tentamos algumas alternativas, sugerimos que os Jericos possam parar em alguns pontos. Nosso município é essencialmente agrícola e estes veículos são necessários”, explicou ele.

 

Após ouvir variadas considerações e pedidos, o comandante da PM informou que fará uma análise detalhada, respeitando a legislação de trânsito vigente e depois dará os devidos encaminhamentos.                        

Confira mais imagens

COMENTE